Brasileiro larga tudo, deixa o Brasil e sonha visitar os 196 países e entrar no Guinness Book

Reading time: 2 minutes

Anderson Dias saiu do Recife, Brasil em maio de 2018 para iniciar sua expedição. Hoje, já cumpriu quase um quinto da viagem, e em busca do recorde, além de inspirar pessoas.

Anderson Dias em Dublin – Foto Instagram: @196sonhos

Já imaginou dar uma volta ao mundo completa? Sim, temos um brasileiro que fará isso, ele é o Anderson Dias que irá percorrer 196 países em menos de um ano e meio, para entrar para o Guinness Book. O cara já está na estrada e mostrando tudo em suas redes sociais.

Um pouco da história, ele deixou a casa dos pais em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, cidade onde vivia desde a infância, para tentar a vida no Recife. Saiu com apenas R$ 300 no bolso, pagou a primeira parcela do aluguel de uma moradia simples e, com os R$ 50 que sobraram, mal conseguiu comer por três dias. Hoje, depois de vencer muitas dificuldades, a situação é bem diferente. O baiano criado em Pernambuco tem uma coisa muito importante: FORÇA DE VONTADE, que mantém forte e mostrando dia a dia pro seu público. Vai ser o primeiro a dar a volta ao mundo COMPLETA e de quebra o mais rápido do mundo. Dois recordes e muitos registros incríveis.

Para realizar um sonho Anderson vendeu capas de celular para fazer dinheiro e poder aprender Inglês e fazer seu intercâmbio. Ao voltar ao Brasil, no auge da crise econômica, outro momento de dificuldade: Anderson não conseguiu emprego. Foi então que tomou a decisão de repetir a fórmula que havia dado certo uma vez. Vendendo capas para celular, conseguiu juntar dinheiro para abrir sua própria loja de acessórios. Agora, vendeu tudo juntou o dinheiro e se jogou no mundo.

Anderson na Islândia | foto instagram

O feito que Anderson almeja alcançar como primeiro brasileiro nessa condição foi atingido por uma americana em 2017, também no período de 18 meses. Para ser registrada no Livro dos Recordes, a tarefa demanda uma série de cuidados. O primeiro é avaliar se a missão é viável, o que já está em análise pelo Guinness Book. Depois, são enviadas as regras, documentar tickets de trem, metrô e outros transportes e ter pelo menos duas testemunhas em cada país por onde o Anderson passar.

Apesar de ter se desfeito de todo o patrimônio construído nos últimos anos, Anderson diz que o dinheiro que juntou não é suficiente para um ano e meio de viagem. Por isso, está em busca de patrocinadores. Anderson já conta com mais de 108 mil seguidores no Instagram (até o final dessa matéria) e segue subindo constantemente.

Vídeo completo da live do instagram que fizemos no mês de SETEMBRO, enquanto ANDERSON estava na LETÔNIA, bateu um papo e explicou um pouco mais da sua expedição. Vamos viajar e bater o recorde junto com ele?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *